:: natura ekos ::

 

 



Quando a Natura decidiu ressaltar em suas linhas a natureza brasileira, imediatamente veio o questionamento: o que precisamos fazer para ter certeza de que nossos produtos estarão sempre contribuindo com a preservação do meio ambiente e com o desenvolvimento social e econômico das regiões fornecedoras das matérias-primas?

Nossa resposta foi a elaboração de um Programa de Certificação de Ativos que seguisse padrões de excelência aprovados mundialmente. Antes de falar sobre este Programa, vale a pena dar uma dica sobre o vocabulário, que muitas vezes precisa ser técnico: ativo é um ingrediente proveniente de uma planta que tem capacidade de atuação no nosso corpo, por isso é utilizado em formulações cosméticas, em remédios, etc.

Mas, afinal, o que é um Programa de Certificação de Ativos?

É um raio X em todo o processo que envolve desde a extração - conhecer o local de onde está sendo retirada a planta, a capacidade de reposição natural da região, como se dá o seu manejo, quanto do produto natural está sendo colhido e quanto está sendo deixado -, assim como avaliar as condições de trabalho, de saúde, das pessoas e infra-estrutura neste local. E, por último, até como ele viaja e chega a nós. O programa garante a organização de toda a cadeia produtiva de cada ativo que utilizamos, ou seja, começa na natureza, nas regiões de origem, e termina na sua casa.

Um Programa de Certificação é a arte de fazer todas as perguntas que envolvem a extração (ou cultivo) de um produto da natureza, avaliando aspectos ambientais, sociais e econômicos, e garantir todas as respostas.
É um trabalho muito, muito interessante, que nos leva a conhecer profundamente todas as paisagens: humana, científica e natural deste imenso Brasil.

Programa de Certificação de Ativos.
Depois do Raio X, o Cuidado com a Vida no Planeta.


Utilizamos anteriormente a expressão "fazer um raio X" para exemplificar o nosso Programa de Certificação de Ativos. O raio X é apenas uma metáfora que fala sobre o objetivo desse Programa: conhecer a origem de cada ativo e garantir que estes sejam manuseados de forma sustentável e socialmente justa. Conhecer todos os detalhes da vida das pessoas, do trabalho e da natureza em volta de cada planta/ativo.
Mas conhecer não basta para esse Programa da Natura: nosso compromisso também é conservar. Por isso, somente utilizamos esses ativos em nossos produtos tendo certeza de que, a longo prazo, eles serão tanto amigos do homem da terra - trazendo recursos para as populações locais - quanto da natureza, preservando seu potencial e riqueza hoje e sempre. Por essa razão, o Programa de Certificação de Ativos é complexo. Envolve o trabalho de muita gente: biólogos, antropólogos, ambientalistas, engenheiros florestais e muitos outros profissionais. E também abrange muitas etapas. Conheça um pouco sobre o nosso processo e suas etapas.

Etapa 1: Diagnosticar a situação atual de cada local de origem da planta/ativo.

Esta fase consiste em olhar, indagar, levantar dados de cada local de onde provêm os ativos, seja ele uma Reserva Extrativista ou uma Área de Cultivo. Os dados que priorizamos dizem respeito às leis que atuam nesses locais (desde as ambientais, até a titularidade das terras). Avaliamos também tudo que envolve o trabalho humano relativo ao processo de manuseio das plantas: sua metodologia, aspectos de segurança, cumprimento das leis, se existe trabalho infantil, e de que tipo, etc. Nesse momento, mergulhamos também nas questões ambientais: como é o meio ambiente local, se o trabalho efetuado ajuda a conservar ou é predatório, se há a utilização de produtos agroquímicos, etc.

Um dado muito importante nesse processo é avaliar se há um Plano de Manejo Sustentável na área. Na Etapa do diagnóstico, olhamos então para tudo que diz respeito ao homem, à terra (natureza) e ao trabalho do homem na terra.

PLANO DE MANEJO.
Plano de Manejo é um estudo que analisa o presente para garantir o futuro. Este estudo dita as regras e comportamentos em todas as direções: estabelece direitos e deveres para com a natureza, traça os limites do extrativismo, diz sobre as ações de preservação, estabelece as responsabilidades. É um documento muito rico, principalmente porque é elaborado conjuntamente pelos moradores e pelos estudiosos de cada local.
Um exemplo de análise feita por um Plano de Manejo: se a utilização de uma matéria-prima/planta no presente não vai comprometer sua existência para as próximas gerações.
Um Plano de Manejo tenta garantir muito: que o ecossistema vai estar sempre lá, dando muita contribuição à vida humana (descoberta de novos remédios, novas matérias-primas, etc.). E também preservar a vida de animais e plantas que dependem destes lugares para sobreviver. Nas próximas edições de Natura.Net, podemos falar mais sobre este importante documento, o Plano de Manejo.

Etapa 2: Implementar as ações corretivas - sociais, econômicas e ambientais

Neste momento, junto com as comunidades-parceiras, deixamos a etapa do olhar para mergulhar na etapa do agir. Por exemplo, se a área for uma Reserva Extrativista, estaremos ajudando a tornar real o Plano de Manejo da Área. Se a área em questão não é uma Reserva Extrativista, mas uma área de cultivo, o nosso realizar conjuntamente com a comunidade também receberá toda uma abordagem de respeito ao homem, à terra, ao seu trabalho e à natureza à sua volta. Por exemplo: cuidados com a terra e com o solo para que não se esgotem, proteção aos rios para que não sequem ou sejam poluídos, proteção de aspectos trabalhistas, elevação do bem-estar de quem mora no local.

Etapa 3: A obtenção da certificação.

A certificação, que obedece a padrões internacionais de exigência, consolida o processo em que todos os envolvidos - a comunidade e os técnicos - se dedicaram.
Nessa fase estaremos aptos a receber um selo, a marca de uma conquista, que garante para todos nossos consumidores que os ativos naturais presentes nos produtos são sustentáveis. Ou seja: ecologicamente corretos, economicamente viáveis e socialmente justos.
A Certificação não é um processo rápido: leva, no mínimo, três anos.
Ela pode até parecer o resultado final de um processo. Mas na realidade é um fim que prepara o início de uma nova fase, em que estaremos reauditando o processo, o tempo todo. O nosso compromisso com a continuidade para criar formas de tornar o processo sempre melhor.

Como anda nosso Programa de Certificação de Ativos

Finalizamos a 1ª fase do Programa em diversas áreas do Brasil dos seguintes ativos:

nomeestadoativo
Reserva Extrativista do Médio Juruá, município de CarauariAMAndiroba
Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio IratapuruAPCastanha-do-Pará
Pró-Reserva Extrativista do rio Jutaí, município de JutaíAMAndiroba
Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado, de Vila Nova Califórnia, município de Porto VelhoROManteiga de Cupuaçu
 

 

« voltar